No Lar Casa Bela atualmente cuidamos de 12 crianças e adolescentes. Isso significa que além de pensarmos em programas e atividades especialmente para eles, também precisamos oferecer o básico para que as suas necessidades sejam atendidas. Assim, é imprescindível o apoio e suporte da comunidade na modalidade de apadrinhamento financeiro.

Em muitos casos, as pessoas buscam atuar como voluntários, em um contato próximo às crianças. Porém, não é apenas desse tipo de auxílio que as crianças e adolescentes precisam.

Existem dois tipos de apadrinhamento: o apadrinhamento afetivo e o apadrinhamento financeiro. Apesar de levarem parcialmente o mesmo nome, são duas modalidades de investimento diferentes. Enquanto a modalidade de apadrinhamento afetivo tem mais relação com disposição de tempo e afeto, o apadrinhamento financeiro também parte da empatia, mas reside na doação de recursos financeiros para uma criança ou adolescente em específico ter as suas necessidades supridas: higiene, cuidados pessoais, alimentação, medicamentos e, até mesmo, itens para que possa estudar.

Como funciona o apadrinhamento afetivo?

No apadrinhamento afetivo, padrinhos ou madrinhas oferecem suporte afetivo às crianças e adolescentes que podem, então, se relacionar e conviver em outro ambiente que possibilite o desenvolvimento de suas habilidades emocionais e cognitivas.

O apadrinhamento afetivo se volta aos acolhidos que possuem pouca chance de retorno à família de origem ou à adoção, ou ainda, àqueles que estão por muito tempo em instituições, incluindo os adolescentes com idade próxima ao desligamento (18 anos).

Essa pessoa poderá participar de reuniões escolares, passeios, visitas e outras atividades, como acompanhar o apadrinhado ao médico ou ao dentista e ajudá-lo nas tarefas da escola. Quem se dispõe ao apadrinhamento afetivo, recebe orientações e acompanhamento da nossa equipe. O intuito é que a aproximação ocorra de maneira natural e que os laços afetivos sejam construídos conscientemente e de maneira saudável. Além disso, estamos sempre monitorando para que o nosso acolhido não sofra nenhuma forma de abuso ou constrangimento durante esse processo.

Para apadrinhar, é preciso:

  • ter, ao menos, 21 anos;
  • dispor de tempo para participar de reuniões e demais atividades;
  • apresentar documentação regularizada;
  • passar por uma avaliação psicológica;
  • respeitar todas as regras do Lar Casa Bela.

É importante apontar que o apadrinhamento afetivo não implica em nenhum vínculo jurídico, como a adoção.

Onde mais precisamos de você: apadrinhamento financeiro

O apadrinhamento financeiro é uma modalidade disponível no Lar Casa Bela que conta com a ajuda valiosa de pessoas conscientes que desejam auxiliar nossas crianças e adolescentes. A maioria dos nossos acolhidos precisam de itens básicos, além de medicamentos ao longo da permanência conosco.

Podemos citar também o auxílio para a adaptação à rotina educacional no ambiente online. Materiais como fones, computadores e outros itens de informática são essenciais para que eles possam continuar estudando, aprendendo e se dedicando para pesquisas, hobbies e outros interesses.

Esse apadrinhamento financeiro é essencial para que os jovens tenham acesso a itens de higiene, beleza, roupas, cadernos, lápis, canetas e demais materiais e insumos do dia a dia.

Para tanto, o padrinho ou madrinha precisa se dispor a doar um valor mínimo de R$ 50,00 mensais. O interessante é que, mesmo não havendo um vínculo afetivo intenso como no apadrinhamento afetivo, a madrinha ou padrinho que desejar pode receber e-mail informativo mensal exclusivo sobre as atividades que foram desenvolvidas na organização.

Ao optar por esse formato de apadrinhamento, você se torna um parceiro da instituição e garante recursos necessários para cuidados básicos, sociais, de educação e de formação cidadã para crianças e jovens em situação de vulnerabilidade.

Com o apadrinhamento financeiro não precisaremos entrar em contato com você o tempo todo para expressar nossas necessidades e você também não precisa lembrar sempre de fazer a doação. Por meio dele, os recursos chegam de maneira organizada e consistente, o que também facilita o nosso planejamento financeiro. Assim podemos nos voltar ao bem-estar dos nossos acolhidos.

Conheça outras formas de nos apoiar

Contribua com o Lar Casa Bela e nos ajude a continuar oferecendo cuidados e novas possibilidades às crianças que estão conosco!

Para ser um padrinho ou madrinha é fácil: basta entrar em contato com a gente pelo whats (15) 98833 2260, pelo email contato@larcasabela.org.br ou pelo formulário do contato do nosso site. Assim que recebermos o aviso do seu interesse, iremos entrar em contato para darmos início a essa modalidade de doação tão importante para nós: o apadrinhamento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *